Os Kiaulles

Nós, os Kiaulles, temos uma filosofia musical muito simples: música é alimento para o seu espírito.

Por isso, cada composição, interpretação, arranjo e improviso dos Kiaulles é uma busca para alcançar a música que alimenta o espírito, quer dizer, uma busca pela música que faz de todos nós pessoas felizes, pessoas melhores.

Nossa ideologia musical é a tentativa de alcançar a arte que eleva de alguma forma o espírito humano. Buscamos e tentamos alcançar esta música em suas infinitas expressões, desde a meditação e a festividade, até o infinito que a música é.

A partir daí, desenvolvemos um trabalho de composição e interpretação que evidencia o compromisso com as características próprias de estilos como blues, música brasileira, jazz, folk, música tradicional celta, dentre outros.

Visamos também a fusão dessas características – em busca de novos estilos – sempre procurando manter a essência e preservar os “sotaques” peculiares de cada tipo de música. O repertório inclui músicas de artistas reconhecidos como Ary Barroso, Tom Jobim, J.J. Milteau, Muddy Waters, Miles Davis, Baden Powell, Yamandú Costa, Luiz Bonfá e outros.

Os Kiaulles são: Caetano Rojas (gaita, violão e voz), Luiz Duarte (violão), Thiago Ribeiro (viola da gamba) e Ítalo Brunno (cajón). A paixão dos quatro músicos pela música celta foi o que deu origem ao nome ” Kiaulles”, que significa “músicos” em gaélico. A palavra “kiaul” do gaélico escocês significa “música” ou “músico” e o “les” foi acrescentado para formar o nome da banda.
Kiaulles – Música é alimento para o seu espírito!